Projeção do Mercado Imobiliário para 2019: É Hora de Investir?

Mercado Imobiliário é o mercado que trata das negociações de imóveis, como compra e venda de terrenos, casas e apartamentos, por exemplo. E, também, aluguéis de residências, galpões e salas comerciais, entre outros. Este Mercado envolve várias pessoas, físicas e/ou jurídicas. Compradores, vendedores e financiadores, como incorporadoras e bancos, são afetados diretamente pela variação do Mercado Imobiliário.

Vamos entender um pouco mais o cenário político e econômico do País e descobrir se é hora de investir em imóveis. Mas, tenha calma! Se você não tem dinheiro para comprar um imóvel neste momento, saiba que é possível fazer excelentes investimentos no setor, com baixo capital, a partir de R$ 2,00 (Dois Reais), apenas. Isso mesmo, 2 Reais, com os chamados Fundos Imobiliários. E nós vamos te mostrar como!

Qual a projeção do Mercado Imobiliário para 2019 ?

Ainda estamos vivendo a crise econômica ou ela já foi superada? Confira! Os últimos anos foram de forte insegurança na economia do País. Em 2018, a inflação subiu ainda mais e, com isso, o poder de compra da população continuou a cair. As negociações de imóveis também foram severamente afetadas e tivemos uma queda brusca na construção de novos empreendimentos, que chegou, em 2017, ao menor nível da última década.

Mas o novo governo do País, que assumirá em 01 de Janeiro de 2019, atraiu investidores e aqueceu a economia. Todos os setores serão beneficiados. A expectativa é de que o Mercado Imobiliário também volte a crescer. Os empresários do setor acreditam que a inflação estará sob controle e que haja uma boa queda nas taxas de juros.

Parece que estamos saindo da crise. A Bolsa de Valores vem tendo alta e o Dólar está caindo. Os preços também diminuem, de acordo com o IGP-M acumulado dos últimos meses, após terem tido uma forte alta, devido à greve dos caminhoneiros, em Maio/Junho de 2018. Problemas surgiram durante a crise, mas já estão sendo resolvidos.

É hora de você investir em imóveis populares

A Caixa Econômica Federal, principal entidade de financiamento de imóveis, voltou a aceitar que financiamentos de outros bancos sejam transferidos para ela. A porcentagem do valor do imóvel a ser financiada, que estava reduzida a 50%, voltou para a casa dos 70%. A taxa de juros vem caindo e, consequentemente, com todos esses fatores positivos, o Mercado Imobiliário está em fase de crescimento.

Este crescimento ainda é discreto, mas já aponta para um futuro mais proveitoso. As melhores tendências são para os imóveis populares, pois o Conselho Monetário Nacional está com novas regras que estimulam a concorrência entre os construtores e facilitam o crédito ao consumidor, principalmente no programa “Minha Casa, Minha Vida”, que facilita o acesso ao financiamento imobiliário e deve ter um aumento significativo no teto do valor atual permitido.

Fundos Imobiliários

Melhore suas finanças: tenha uma ótima renda extra, investindo em fundos imobiliários, com capital a partir de R$ 2,00. Os imóveis sempre foram uma opção mais segura de investimento. E não é preciso comprá-los. Pelo menos, não integralmente! Através de uma corretora de valores, você pode comprar uma parte pequena de um imóvel e receber uma parte dos aluguéis gerados por ele. São os chamados Fundos Imobiliários, uma ótima opção de investimento para quem tem pouco capital, assim como os fundos de renda fixa.

Tal qual no Marketing Digital, investir em Fundos Imobiliários é simples. Você começa com pouco dinheiro e faz tudo a partir de casa, apenas com um computador e acesso à internet. Você precisa abrir uma conta em uma corretora e, obviamente, estudar este tipo de investimento.

Os Fundos Imobiliários consistem em cotas que variam, hoje, de R$ 2,00 (ou menos!) a mais de 3 ou 4 mil Reais. Mas cuidado com os custos da taxa de corretagem. Existem corretoras que não cobram nada, mas existem outras que cobram um valor alto. Portanto, escolha bem a corretora que você vai contratar e esteja atento para que os custos não sejam mais altos do que o retorno do seu investimento.

5 Dicas incríveis para melhorar a velocidade da sua internet sem gastar a mais por isso.

melhorar a velocidade da sua internet

Uma vez ou outra na vida, você já deve ter sofrido com a lentidão e a instabilidade da sua conexão, certo? Infelizmente, esse é um problema que ainda afeta a vida e o cotidiano de muitos brasileiros, visto que a internet em nosso país não é uma das mais rápidas. A boa notícia é que existem sim, vários métodos que permitem driblar essa situação. Um deles é utilizando um bom medidor de internet, verificando as configurações do modem, entre outros! Confira com a gente essas dicas incríveis.

Mas o que é velocidade?

 

O primeiro passo é saber como uma rede de internet funciona e como um dispositivo se conecta ao outro. Quando você acessa um site, seu computador ou celular utiliza a estrutura da operadora para fazer esse tráfego de dados entre o seu dispositivo e o servidor onde o site está hospedado. Sendo assim, a velocidade do plano contratado por você é medida em megabits por segundo. Por exemplo, se você tem uma conexão de 10 MB, a velocidade de download ficará em torno de 1,2 MB por segundo. Atualmente todas as operadoras precisam fornecer no mínimo, 40% dessa velocidade. Por isso é necessário ficar atento ao contrato de prestação de serviços.

Outro fator a ser levado em consideração é a latência, mais conhecido como ping, ele diz respeito ao tempo no qual o dispositivo envia e recebe os dados a um servidor. Quanto mais baixo for o número, maior a velocidade.  Dessa forma, não adianta ter uma taxa de download alta, se o ping for alto, sua internet estará lenta do mesmo jeito.

Mas como saber se minha velocidade está dentro dos limites contratados? Você só vai conseguir ter essa resposta se recorrer a um medidor de internet. É por meio dos dados obtidos ao final do teste que você saberá o que fazer.

Contudo, após medir sua velocidade, coloque em prática algumas dicas que poderão aliviar a lentidão da sua conexão.

Antivírus

Eles podem fazer com que seu computador fique mais lento. Na maioria das vezes, quase que inavegável, eles acabam roubando a velocidade da sua banda larga, dificultando a transmissão de dados. Você só conseguirá manter seu computador longe de vírus e malwares por meio de softwares de qualidade. Nesse sentido, os dois mais recomendados são o VírusScan e o Avira. O bom é que eles possuem versões gratuitas, mas há possibilidade de investir em planos pagos, eles não são tão caros e garantem uma excelente proteção ao seu computador.

Troque seus equipamentos antigos

Sabendo que a tecnologia sempre evolui, os equipamentos acabam ficando obsoletos após um determinado período. Por isso é necessário ficar atento às configurações e tempo de vida do seu roteador. Ele é o equipamento responsável por intermediar o seu sinal de navegação. Não se esqueça de verificar esse fator, ele é importantíssimo e influencia diretamente na sua velocidade de conexão.

Apague aplicativos e programas que não utiliza

medidor de internet

Aplicativos e programas que sugam sua internet sem necessidade devem ser desinstalados imediatamente. Alguns jogos, por exemplo, acabam consumindo boa parte da sua banda larga e acabam comprometendo sua rede de wi-fi. Quando a rede é compartilhada por várias pessoas, é possível que esses programas estejam sugando a velocidade do tráfego de dados.

Utilizar o medidor de internet com frequência

Para melhorar a velocidade da sua internet, nada melhor do que fazer um teste com uma periodicidade, ele te auxiliará a compreender melhor o desempenho da sua conexão.

Segurança na rede

É preciso tomar cuidado com os oportunistas de plantão. Fique de olho se você escolheu uma senha segura o suficiente para a sua rede. Somente dessa forma você se certificará se algumas pessoas não estão roubando seu sinal, consequentemente deixando-o mais lento. Procure escolher combinações difíceis de serem descobertas. Trocar a senha com frequência também é uma boa alternativa.

Com essas dicas você deixará sua internet mais rápida, reduzindo o estresse cotidiano causado pela lentidão de tráfego de dados. É importante que você utilize um bom medidor de internet, para saber se realmente está recebendo pela internet que está pagando.